You are here
Home > News > Música > #EspecialDiadaMulher | Mulheres na Música

#EspecialDiadaMulher | Mulheres na Música

Em comemoração ao DIA INTERNACIONAL DA MULHER o Incontrole prazerosamente faz uma homenagem a todas as mulheres, trazendo um especial com dicas musicais muito interessantes sobre as mesmas, e claro, vindas de uma gata que entende bastante do assunto, nada mais nada menos que a super talentosa Bullas Attekita, vocalista/guitarrista da banda feminina Girlie Hell.

Bullas Attekita:

É com muito prazer e satisfação que venho aqui fazer a minha listinha de bandas femininas/artistas que recomendo. Sempre que eu posso costumo pesquisar e garimpar sobre o assunto e acabo encontrando materiais muito bacanas. Vai ser bem legal poder dividir um pouco desse meu ‘acervo’ com o Incontrole, em comemoração ao dia Internacional da Mulher. Vou fugir um pouco do convencional, então sigam-me nesse top 5 meio excêntrico!

 
1 – Melissa Auf Der Maur

Melissa está nesta lista não só por ter integrado duas bandas icônicas dos anos 90 (Smashing Pumpkins e Hole), mas pela qualidade do seu trabalho solo que merece tanto destaque quanto os projetos que participou. Todos já conhecem seus dotes como baixista, e com certeza é uma das melhores ainda em atividade, mas poucos sabem que ela também é dona de uma bela voz e um talento incrível para composição. Vale ressaltar que também tem muito bom gosto com clipes!

 
2 – Pj Harvey

Considerada uma das mais importantes artistas de sua geração e um dos ícones do rock dos anos 90, Pj Harvey não é tão conhecida pelo mainstream mas sua obra já influenciou diversas bandas/artistas que conhecemos hoje. Um exemplo disso é a banda feminina UH HU HER, projeto da atriz Leisha Hailey (The L Word), que leva esse nome em homenagem à PJ. Sua música é intensa, densa e obscura. Um misto de poesia com uma sonoridade um tanto experimental.

 
3 – Peaches

Falando em experimental, acho que chegamos a um dos sons mais intrigantes do top 5. Não é lindo, não é fofo e muito menos melódico. Peaches é visceral e enérgica, uma artista polêmica que faz um som eletrônico abordando, na maioria das vezes, temáticas sexuais. Peaches merece seu lugarzinho aqui pela sua atitude, sua música e principalmente por quebrar tabus e pudores que ainda censuram mulheres de se expressar sobre a sua sexualidade.

 
4 – Juliette And The Licks

O que dizer de uma mulher que já participou de mais de quarenta longas-metragens, foi indicada ao Oscar, ao Emmy e ainda tem um projeto fuderoso paralelo, liderando uma banda de rock das mais boas? Bom, acho que já falei tudo. Juliette Lewis é uma daquelas pessoas que passou na fila do talento umas 10 vezes, então vale muito à pena dar o play e se deixar levar pelo rock n’ roll de altíssima qualidade. Infelizmente essa banda já acabou, mas a atriz continua se aventurando na carreira de rockstar em outro projeto quase tão bom quanto!

 
5 – Conquer Divide

Vamos falar de coisa nova, vamos falar de coisa boa. Fugindo um pouco da nostalgia dos anos 90 e 2000, essa banda é novíssima e está lançando seu primeiro CD este ano. Apesar do pouco tempo de estrada, é uma banda feminina que merece seu destaque por mesclar peso e melodia com músicas muito bem trabalhadas. Para quem quer conhecer um som novo, está aí uma indicação novinha e quentinha, saindo do forno. Confesso que virei fã!

 

Multitarefa, claramente moderna e antenada… para quem não conhece, Bullas Attekita além de Guitarrista e Vocalista de uma banda com forte expressão no Rock atual, também é Designer e Programadora, ou seja, um exemplo real de mulher contemporânea.

O Incontrole orgulhosamente agradece a participação de Bullas Attekita e deseja um Feliz DIA, MÊS, ANO, ERA DAS MULHERES para a ela e para todo mundo, afinal o que seria do mundo sem essas maravilhas?!

Agora para encerrar, a nossa excelente dica: Girlie Hell <3

 

Obrigado por comentar! =)

Top